Penas do Pio

Poesia Missioneira

suporte do blog - Ricardo Kraemer Medeiros (Pio)

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Vivo



Minha terra acordou
horizontes com vigor
suor que lava o rosto
ser de mim o meu senhor.

Nada tira a liberdade
correntes todas quebradas
O trabalho é que liberta
jamais esquecer da amada.

Um comentário:

  1. já mostrou a ela este belo poema?

    um bom fim de semana.

    um abraço

    ResponderExcluir